Atuais leituras

sábado, 26 de novembro de 2011

RESPOSTA A UM POEMA - Yu Xuanji



A instável, viva multidão, vermelho-púrpura


e ao sol, serena solidão: o meu poema


Nenhum desejo – a breve fama, o amor urgente


Da fortaleza nasce um canto, ao mais profundo


Agradecida, à simples, clara flor inclino-me


Viver reclusa e só, entregue a esta procura


é todo encontro superar em amor mais puro


como elevar-se entre montanhas basta ao pinus


Tradução de:


Tan Xiao


Ricardo Primo Portugal

Nenhum comentário:

Postar um comentário